top of page

GIRANDO A CHAVE, RESSIGNIFICANDO A VIDA




Conta-se uma história que o Zé Bartira, num certo dia não entrou em sua casa por não conseguir abrir a porta.

Para quem não conhece ou não lembra dele, o Zé Bartira é um bêbado, personagem do meu livro “Transforme Sua Vida com Humor & Motivação”. Dizem que o apelido Bartira é por que tudo que ele ganha o bar tira.

Numa dessas noites ele chegou em casa, como de costume, totalmente embriagado e foi abrir a porta. Devido ao seu estado etílico não viu uma barata em cima do orifício da fechadura. Quando tocou a chave, pensando ser o buraco da fechadura, ele tocou na barata, que sentindo pressionada subiu um pouco, e ele ainda acreditando que aquilo seria mesmo o buraco da chave, tentou novamente e a barata subiu um pouco mais. E assim foi sucessivamente, até que a barata passou para outro lado da porta. Dizem que nesse momento ele gritou desesperado:

- Mulher! Abra a porta por dentro que o buraquinho da fechadura foi para esse lado.

Na vida também quando você não consegue girar a chave, fica impossibilitado de acessar aquilo que deseja. Neste mundo digitalizado quem, por inúmeras vezes, não conseguimos acessar um aplicativo por não se lembrar da senha, que nada mais é um tipo de chave.

Em algumas situações é usada de forma figurada, como na frase: fechar com chave de ouro, onde é aplicada simbolizando que o encerramento de algo foi feito com maestria. Enquanto na frase: girando a chave, é usada quando no sentido literal de abrir algo. Já no sentido figurado é quando se tem a intenção de mudar alguma coisa, ou mesmo buscar algo novo. É sobre o contexto de mudança que quero trabalhar esse artigo.

Quando se trata de mudanças o ser humano tem uma resistência natural, mesmo quando tem a consciência dessa necessidade, não é fácil mudar. Prefere ficar na zona de conforto do que “girar a chave” e viver momentos melhores.

Fica buscando desculpas, tentando como diz no ditado de: tapar o sol com a peneira. Em algumas situações chega a terceirizar a sua indecisão, culpando outras pessoas ou situações. E nesse ímpeto de justificar suas atitudes, ou às vezes a falta delas, vai vivendo uma vida medíocre. É preciso mudar, já dizia o filósofo de Éfeso: Nada é permanente, exceto a mudança.

Na minha palestra que tem o mesmo título desse artigo “Girando a chave e ressignificando a vida”, abordo da importância da mudança para se conseguir dar ou encontrar um novo sentido para nossa vida.

Para isso criei o Método CHAVE.

Quando adquirimos novos conhecimentos, mudamos hábitos, tomamos atitudes, entendemos nossos valores e fazemos as escolhas certas, as consequências disso são que as mudanças acontecerão e nossa vida ganhará um novo propósito.

Vou explicar cada passo desse método, que se aplicado a sua vida o levará a novos horizontes:

1 - CONHECIMENTOS: Meu velho pai já dizia que conhecimento não ocupa espaço, e o grande cientista Albert Einstein complementa isso quando diz que a mente que se abre a uma nova ideia jamais voltará ao seu tamanho original. Num estudo do Institute Standanfort/EUA chegou-se à conclusão que para ser bem-sucedido basta ter 12,5% de QI (Inteligência) e 87,5% de QE (Emoções), que nada mais é de como usar o conhecimento com sabedoria. Por isso as habilidades comportamentais, as tão faladas Soft Skills, estão tão valorizadas nos dias de hoje. Pesquisas mostram que 87% demissões, hoje em dia, acontecem por problemas comportamentais. No Manual da Vida encontramos a importância de ter sabedoria: “E conhecereis a Verdade e ela vos libertarás”. Os conhecimentos usados com sabedoria te farão descobrir o momento certo de girar a chave.


2 – HÁBITOS: A neurociência explica muito bem a questão da sinapse que faz a ligação entre os neurônios. Nesse processo quando criamos hábitos, cria-se como se fosse uma “estrada” conectando os neurônios. Por isso a dificuldade de mudar certos hábitos, se não mudarmos os caminhos. Para mudar hábitos é necessário criar novas conexões. Existem três etapas básicas para isso:

– Decisão: É preciso decidir pelo qual hábito começar. Vai uma super dica, comece pelos pequenos hábitos. Na indústria marítima com a criação de grandes navios, eles se viram diante da impossibilidade de mover os grandes lemes por causa de seu tamanho. Não teria motores suficientemente fortes para fazê-los girar. Foi colocado um pequeno leme no grande leme, como uma espécie flap, que quando acionado cria uma turbulência, no sentido desejado, que faz o leme principal acompanhar a mesma direção. Com os hábitos funciona assim, comece pelos pequenos hábitos e logo sem perceber os grandes também serão mudados.

– Substituição: A transformação pessoal requer a substituição dos velhos hábitos por novos, ou hábitos nocivos por positivos. Isso é usado muito em tratamentos de dependentes químicos, mas também a outros tipos de hábitos negativos. Usa-se também a técnica da recompensa, como por exemplo a pessoa que quer largar do cigarro, quando sente vontade de fumar, em vez do cigarro, coloca uma bala na boca. Carlos Hilsdorf diz que a disciplina é uma conquista que necessita da aquisição de novos hábitos e do abandono de antigos.

– Repetição: Charles Duihigg no seu livro “O Poder do Hábito” afirma que o cérebro leva de 21 a 35 dias para assimilar um novo hábito. Então podemos definir que todo hábito, quer ele seja positivo ou negativo, tem por essência a repetição. Por isso acredito que essa dica seja a mais fundamental, quando se trata de mudança. Will Durant diz que somos aquilo que fazemos repetidamente. Excelência, então não é um modo de agir, mas um hábito. Por isso se queremos girar a chave e transformar nossa vida é preciso perseverar na repetição, até que o novo hábito se consolide.

3 – Atitudes: Costumo afirmar que todo sonho nasce primeiro no coração, sobe para a mente e se realiza com as mãos. Infelizmente a maioria dos sonhos não se realizam, acabam morrendo na mente. Aliás a mente é o maior cemitério de sonhos. Estudos feitos com doentes terminais afirmam que, as pessoas nesse momento final da vida, não se lamentam do que fizeram, mas sim do que não fizeram. Se você quer transformar sua vida, não delegue isso a ninguém, vai lá e gire a chave. Porque sonhos sem ação é ilusão. Atitude é tudo. Bora fazer acontecer.


4 – VALORES: Digo que os nossos valores estão para nós como as raízes estão para as árvores. Elas podem perder as folhas, os galhos, as vezes até parte do tronco, e ainda assim sobrevivem. Mas se perderem as raízes morrerão. Assim somos nós quando perdemos os nossos valores e princípios, estaremos mortos para a vida, embora estejamos vivos fisicamente. Por isso não abra mão de seus valores, pois são eles que nos sustentam. São inegociáveis e nem tem dinheiro no mundo que possam pagar. Gosto muito dessa frase: Se algo custa tua paz, então é caro demais. Gire essa chave e não abra mão de seus valores. Entenda que são eles que determinam sua missão.


5 – ESCOLHAS: Digo que a vida é feita de escolhas, até mesmo quando você decide não escolher, você acabou fazendo uma escolha. Quando olho para as letras X e Y, que expressam o nosso DNA, vejo nelas a representação de escolhas. O X representa uma encruzilhada e o Y uma bifurcação. Por isso uso essa analogia. Quando em nossa vida nos vemos diante de situações que exigem decisões, somos forçados a exercer o poder da escolha. O que vivemos hoje são os resultados de nossas escolhas feitas no passado e o que seremos amanhã depende daquilo que escolhemos hoje. Até mesmo Deus nos dotou de livre escolha e isso nos dá a liberdade de escolher, mas ao mesmo tempo nos traz a responsabilidade de nossa escolha. Temos um ditado chinês que mostra essa verdade: podemos escolher o que plantar, mas somos obrigados a colher o que semeamos. A vida é um plantio onde, cedo ou tarde, colheremos aquilo que plantamos. Fica explícita a importância de escolher com sabedoria. Não importa qual a sua situação atual, porque existe a possibilidade dela ser mudada a partir de agora: basta que as suas escolhas sejam mais assertivas.


Portanto, se você quer um novo significado a sua vida, encontrar um novo sentido e mudar seu destino, escolha girar a chave.

Lembre-se disso sempre: Seja você mesmo o protagonista de sua vida, porque não existe ninguém tão especial como você para exercer esse papel!!!


Eduardo Martinez, o Dr. Motivação, é CEO da Top Training Treinamentos e Palestras, Palestrante, Escritor e Especialista em gestão de Pessoas.

119 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page