top of page

O Novo Normal e como se preparar para a pós pandemia

Máscaras, álcool em gel, limites, mundo virtual e distanciamento, exemplos do que vivemos hoje, mas que nem sempre foi assim. Grandes questionamentos têm surgido atualmente, pois evidentemente, já não temos mais controle sobre a normalidade.

Por Débora Bueno*


Existe um novo normal, com novas formas de se relacionar, trabalhar, conhecer, aprender e experimentar. No entanto, também existe um outro novo normal, onde a apatia, distanciamento, solidão, indiferença e impaciência já não são mais fora da nossa realidade frequentemente.


Se chegamos, hoje, como seres humanos, no século que vivemos, é sem dúvidas uma conquista, mas que não foi alcançada sem a constante capacidade de adaptação. Passamos por guerras, desastres naturais, vírus e armas inimagináveis e nos adaptamos a todas as possibilidades, e nesses momentos vivenciamos, infelizmente, muitas perdas, mas também nesses mesmos acontecidos vimos o homem indo a lua, a tecnologia sendo avançada, direitos sendo conquistados e a medicina sendo desenvolvida. Sempre houve e sempre haverá um novo normal, positivo e/ou negativo.


Se constantemente nos tornamos novas pessoas, com novos medos e novos sonhos, será mesmo que podemos esperar que todo o mundo ao nosso redor pare e se torne imutável, ou será que devemos compreender as inovações que nos cercam e tirarmos o melhor de cada oportunidade?


O medo do novo, de ter que moldar quem somos ao que acontece, a falta de controle pode nos parar, nos colocar numa bolha de distanciamento indiferente ao mundo e as pessoas, mas esse medo também pode nos motivar a dar o primeiro passo e fazer do novo normal uma nova oportunidade de conquistas.


Vivenciaremos esse período pandêmico independente da forma que escolhermos, mas ainda temos duas opções, passar por ele preso a mentalidade do antigo normal, ou livre para viver o melhor do novo.


Precisamos tornar o mundo, e a inevitável mudança dele, não um lugar de insensibilidade e medo, mas sim, uma folha em branco que possa ser escrita com empatia, humanidade e avanço.


Nossa essência enquanto seres humanos, com necessidades interpessoais, sentimentos, medos e sonhos não pode ter um retrocesso, mas sim um avanço tão grande quanto o tecnológico.


A forma de se preparar para o novo normal é justamente compreendendo que você não pode parar onde está, mas também não pode prosseguir sem antes entender o mundo ao seu redor, as oportunidades que ele pode oferecer, e as pessoas que podem extrair o melhor de você.


Não se prenda à um passado inalcançável, se permita viver o melhor do novo! Ele irá bater na sua porta do mesmo jeito, e trancá-la não irá fazer com que ele deixe de existir, mas sim, só te prenderá a uma caixa pequena e limitada que te sufocará. Se permita viver de forma extraordinária, no novo normal, ou não!


*Estagiaria no setor da comunicação da Gente Mais Consultoria e Treinamento sob supervisão de Thayná Fogaça

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page