top of page

Scanner Humano

Trabalhar com pessoas realmente é um desafio gigantesco. Entender o comportamento humano é um diferencial quando você faz gestão de pessoas.


Mas e ai Alvaro, como ler as pessoas?


Tem um psicólogo chamado Alfred Adler que estudou muito os comportamentos humanos e entendeu que com o passar do tempo, as pessoas desenvolviam algum tipo de poder que ele percebeu sendo os poderes: destruição, controlador, vitima e cooperador.

Como entender cada perfil e ajudar estas pessoas?


Perfil destruidor: é aquela pessoa que na sua infância, da concepção até os 6 meses não se sentiu aceita. O pai queria uma menina e veio um menino. A mãe deu para adoção ou até mesmo teve uma tentativa de abordo. Essa criança entende que ela não está bem e o mundo não está bem. Como se fosse um -/-. Ela é menos e o mundo é menos. Uma frase clássica de uma pessoa destruidora é “ISSO NÃO VAI DAR CERTO”. Neste caso, o gestor precisa fazer essa pessoa se sentir pertencente ao grupo e dar elogios incondicionais que é pelo o que a pessoa é (amável, generosa, alegre).


Perfil controlador: é aquela pessoas que na infância, dos 6 meses até aproximadamente 2 anos e meio, não se sentiu amada e acolhida pelos seus pais. Aprendeu a se virar sozinha. Ela está bem, mas o mundo não está bem, e chamamos de +/-. É uma pessoa insegura, desconfiada que não confia em si e nem nos outros. É uma pessoa que se acha superior aos outros. Busca ser centralizadora. Para lidar com um colaborador assim você precisa dar elogios incondicionais, pelo o que ele é, pois como na infância não recebeu afeto, neste caso você dará este afeto na vida adulta.


Perfil vitima: é aquela pessoa que na infância dos 3 anos aos 6 os pais super protegiam aquela criança. Escutava muito que o mundo era perigoso ou até mesmo os pais faziam muito além que a criança pedia. Neste caso ela não está bem e o mundo está bem, ou seja -/+. É uma pessoa que se acha inferior aos outros. Neste caso você gestor deve dar elogios condicionais, pelo o que a pessoa faz ( nossa como você fez um ótimo relatório).


Perfil cooperador: é aquela criança que foi aceita, amada e dada autonomia pra ela. É aquele adulto que coopera e que ajuda na construção da empresa. Sua posição é +/+, eu estou bem e o mundo está bem.


Então, o desafio para o gestor é mudar uma pessoa -/- para +/+, uma pessoa +/- para +/+ e uma pessoa -/+ para +/+.

Buscar que todos sejam colaborativos durante a jornada.


Tenho certeza que esse conteúdo ajudará muito você a fazer a gestão com maior eficácia.


Siga-me nas redes sociais @ALVAROADAMOFICIAL


Alvaro Adam é Especialista em Alta Performance Profissional e colunista do Gente Mais Portal.

12 visualizações0 comentário

Opmerkingen


bottom of page